Município de Cuba

  • Aumentar o tamanho da fonte
  • Tamanho padrão da fonte
  • Diminuir tamanho da fonte
Início
Atividades


Biblioteca de Cuba apresenta “Falares e Ditarenhos do Alentejo” no sábado, dia 27

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

FALARES DITARENHOS DO ALENTEJONo próximo dia 27 de janeiro, pelas 16h00, a Biblioteca Municipal de Cuba promove a apresentação do livro “Falares e Ditarenhos do Alentejo”, um projeto editorial que procura, de uma forma informal e bem-disposta, preservar e promover a tradição dos falares do Alentejo.

Da autoria de Luís Miguel Ricardo, Falares e Ditarenhos do Alentejo é o resultado de sete anos de pesquisa, recolha, seleção e catalogação de termos, expressões e histórias do património linguístico alentejano, e no qual participaram centenas de colaboradores espalhados por toda a região. A obra, de 240 páginas, contém um dicionário de falares (4050 entradas e 6000 significados); ditarenhos (361 ditos / ditados); artigos explicativos de ícones do Alentejo (19 artigos); e uma narrativa demonstrativa da utilização prática do vocabulário alentejano.

Sobre o autor:
Luís Miguel Ricardo é natural de Ferreira do Alentejo. Licenciado em Filosofia da Cultura, pós-graduado em Ciências Criminais e Mestre em Ciências da Educação.
Atualmente desempenha funções laborais de formador e mediador no Instituto do Emprego e da Formação Profissional; é presidente da ASSESTA – Associação de Escritores do Alentejo; é membro da Direção do Centro de Paralisia Cerebral de Beja; e assina crónicas na comunicação social.
Na literatura, tem publicadas as obras: Contos ASSESTA – contos – 2015; Stories do Alentejo – contos – 2013; Contos do Caneco – contos – 2013; Heróis à Moda da Bola – romance – 2012; Verão 86 – romance – 2011; Coletânea de Contos Fialho de Almeida – conto – 2011; Heróis à Moda do Alentejo – contos – 2010; Operação Dominó - romance – 2009; Ritos do Desespero - romance – 2006.
Desde o ano de 2010 que se dedica ao trabalho de recolha e preservação dos falares regionais do Alentejo. Ao longo destes anos, foi publicando, a miúdo, alguns dos resultados dessas pesquisas, inserindo expressões e vocabulário alentejano nas suas obras de ficção, ao ponto do músico e apresentador Carlos Alberto Moniz, durante um programa de TV, o apelidar de «o escritor que escreve com sotaque».

 

Biblioteca expõe história da “Escrita no Baixo Alentejo” a partir de dia 06

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

CARTAZ EXP ESCRITA WEBA “Escrita no Baixo Alentejo – das origens aos nossos dias” é a exposição que a Biblioteca Municipal de Cuba inaugura este sábado, dia 06, pelas 17h00.

Através de um conjunto de achados arqueológicos e documentos históricos, a mostra tem o objetivo de apresentar aos visitantes a História da Escrita no Baixo Alentejo, pretendendo levar às pessoas um espólio único, que constitui parte da história desta região e da história de Portugal.

Complementam o exposição um filme e um catálogo que permitem uma nova abordagem pedagógica deste tema junto da comunidade escolar e público em geral.

A exposição é itinerante e é levada a cabo pela CIMBAL e pela Rede de Museus do Baixo Alentejo. Vai estar patente na Sala de Exposições Temporárias da BMC até dia 28 de Janeiro de 2018.

EXPOSIÇÃO "ESCRITA NO BAIXO ALENTEJO - DAS ORIGENS AOS NOSSOS DIAS"
INAUGURAÇÃO: 06 DE JANEIRO, 17H00, BIBLIOTECA MUNICIPAL DE CUBA

 

Biblioteca com exposição de presépios em cerâmica a partir de dia 07

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

EXPOSIÇÃO PRESÉPIOS CERAMICA BMCA sala de exposições temporárias da Biblioteca Municipal de Cuba estreia no próximo dia 07 de dezembro, pelas 18:00, uma exposição de presépios em cerâmica, da autoria de Manuel Carvalho.

Segundo explica o autor, «esta exposição é o culminar de vários meses de trabalho e reflexão, com o objetivo de dar a conhecer uma série de presépios em cerâmica, originais, feitos com amor e dedicação.

Tento em cada peça inovar e dar-lhe uma vida para além da aparência da própria matéria. Neles se reflecte a minha maneira de ser, valorizando as coisas mais simples, ao ponto de as elevar a obras de arte. Esta cumplicidade entre mim e as peças gera por vezes conflitos interiores em que o resultado final se torna motivador».

Uma exposição a não perder, na sua Biblioteca, entre 07 de dezembro de 2017 e 06 de janeiro de 2018.

 

Biblioteca e Junta de Cuba desafiam para exposição de presépios e árvores de Natal

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

PRESÉPIOS BMC 2017A Biblioteca Municipal e a Junta de Freguesia de Cuba acabam de lançar um desafio à população: Faça a sua árvore de natal ou presépio e participe na exposição coletiva que terá lugar na sua biblioteca na quadra que se avizinha.

Os interessados em participar deverão deixar os seus trabalhos na BMC até 11 de dezembro. Há prémios para todos os participantes.

 

Biblioteca expõe "Esquecidos" a partir de dia 09 de Novembro

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

ESQUECIDOS 1944 CUBAA Biblioteca Municipal de Cuba alberga a partir de dia 09 de Novembro a memória de uma tragédia e das suas vítimas. Passados 73 anos, ESQUECIDOS é nome de uma exposição que pretende devolver memória e homenagear as vítimas do ‘DILÚVIO’ DE 3 DE OUTUBRO DE 1944.

"No dia 3 de Outubro de 1944, uma medonha trovoada abateu-se sobre as vinhas de Vila Alva. Lá, na horta do “Perna à Roda”, onde se juntam as ribeiras de Malcabrão e de São Bartolomeu, Fernando Palma e outras quatro pessoas ultimavam o lavar dos cestos, depois de mais uma campanha de vindimas, quando uma infeliz convergência de factores transformou aquela tempestade numa imensa tragédia. Naquele fim de tarde, Fernando Palma, sua mulher Isabel Branco, o vinheiro António Pacheco e a mulher, Ana Ovelha, juntamente com Romão de Brito, perderam a vida, arrastados pela força das águas".

A exposição, apresentada por Fernando Estevens e João Taborda, conta com uma pintura de 180x120cm em acrílico sobre contraplacado de madeira e 6 painéis temáticos, divididos por: A Vila Alva na década de 1940; Destaques na imprensa da época; Testemunhos da terra; O Clima do Alentejo e a tempestade de 3 de Outubro de 1944; A tempestade nas ‘vinhas’ de Vila Alva, Uma tragédia na confluência de vários factores e Recordados.

O texto da folha de sala é assinado pela professora Francisca Bicho - comissária da exposição - e tem como título: Recordando os Esquecidos de 1944.

 


Pág. 4 de 23

Ligações Rápidas









Agenda


15
Nov
"Provando o Tareco" | Vila Alva - Dom
22
Nov
Festival das Marias - Teatro - Sex às 21:30
27
Nov
Festival das Marias - Dança - Qua às 21:30

Boletim Municipal


Brasao Câmara Municipal de Cuba
Rua Serpa Pinto 84
7940-172 Cuba

Telefone: 284 419 900
Fax: 284 415 137
Email: geral@cm-cuba.pt
Horário de Funcionamento: Das 9h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30